Ano Novo: novas Perspectivas!

Muitos de nós receberam ou compraram para si, como prenda de Natal, uma nova máquina fotográfica. E com isto vem o desejo de criar boas imagens. Infelizmente, as hipóteses de isto de acontecer são poucas já que como é sabido: não é a câmara que faz a fotografia, mas sim o fotógrafo.

Aproveitemos agora no início deste novo ano, para fazer algumas resoluções e tomar decisões para projectos fotográficos que tencionamos realizar em 2012. Mas, para começar com o pé direito e manter-nos motivados nos próximos 366 dias, aqui vão as resoluções que todos devemos ter em conta para fazer boa fotografia:

Conhecer bem o equipamento fotográfico.

E a melhor forma de o fazer é ler com atenção o manual da câmara, e consulta-lo sempre que surgir alguma dúvida. Toca a tirar o manual da caixa ou da gaveta onde o guardaram. Não vão conseguir ser bons fotógrafos, logo à partida, se não conhecerem perfeitamente o equipamento utilizam.  Sem conhecer as funções básicas e, especificamente, os modos de criação (Manual, Prioridade à Velocidade e Prioridade à Abertura), vão ter uma grande dificuldade em obter imagens com a mesma qualidade que as aquelas que tanto admiram dos livros e revistas. Portanto, é importante que, se quiserem avançar para a próxima resolução, que dominem perfeitamente, pelo menos, as funções básicas da vossa máquina. Não percam oportunidades únicas de fazer boas fotografias, porque não sabem como se faz isto ou aquilo na vossa máquina.

Fazer um curso de fotografia básica

Pode ser um bom livro*, um curso on-line** ou um workshop de fotografia***. Seja o que for, é importante que façam uma escolha e que decidam, de facto, em aprender com quem sabe. Desta forma, para além de ficarem com bases fundamentais para fazer fotografia, irão ganhar uma força motivacional para continuarem a fotografar, querer saber mais e assim se tornarem melhores fotógrafos. O ser-se auto-didacta funciona bem até um dado momento. E além disso, também é importante que a experiência de fazer fotografia seja feita em comunidade, com outros fotógrafos, de preferência, que saibam mais que vocês.

Criar um plano de “Tempo de fotografia”

A fotografia não é apenas algo que se decide fazer quando dá jeito ou somente quando lhe apetece. É preciso planear uma rotina ininterrupta de fotografia no vosso dia-a-dia. Este tempo não é para estudar, ver vídeos ou fazer edição de imagem, mas sim ter o dedo no obturador, seja na rua, em casa, num estúdio profissional ou improvisado. Ter um tempo dedicado a tirar fotografias de forma rotineira numa base diária ou semanal é tão importante como fazer uma viagem fotográfica..

Descobrir as vossas paixões pela fotografia

O que gostam mais de fazer? Quais são vossos hobbies ou interesses?  Pode ser um coleccionador de algo, ou gostar por viajar e conhecer outras culturas, ou ser um aficionado de algum desporto radical. Seja o que for, podem usar isto como forma de serem criativos na fotografia. Ao fotografar os vossos interesses estão ao mesmo tempo aprofundar o vosso conhecimento e domínio desses interesses e a utilizando a fotografia para terem um novo olhar sobre aquilo que faz parte da vossa vida e da vossa personalidade.

Se caso raro de não terem ideia do que vos interessa, então sentem-se, pensem e escrevam em palavras soltas, aquilo que vocês gostam, o que vos interessa, o que vos chama a atenção. De seguida, questionem-se sobre se alguma dessas palavras é um motivo que vos interesse fotografar. Possivelmente poderá haver limitações ao nível do equipamento que possuem: utilizem essas limitações em vosso proveito, criando formas inovadoras/diferentes de fotografarem.

Pensar antes de disparar

Façam vosso propósito, antes de começarem a vossa sessão fotográfica, ou antes de saírem para tirar umas fotos de que vão pensar antes de carregar no obturador. A doença associada ao Digital é fotografar de forma indiscriminada sem um plano de finalidade, um objectivo ou uma ideia. É como disparar para um alvo com metralhadoras na esperança de atingir o centro. Finjam que estão a usar filme e limitem-se apenas a 36 exposições. Se pensarem antes de fotografar e não esperarem que no meio de varias centenas de imagens possam encontrar uma interessante, garanto-vos que estarão no bom caminho para se tornarem excelentes fotógrafos.

Lembrem-se de que por possuírem uma câmara digital, não significa que sejam fotógrafos, da mesma forma que possuir uma caixa de tintas não faz de vocês pintores.

Boas Fotos.

Um ano de 2012 Luminoso e cheio de motivos interessantes para fotografar!

* Aconselho vivamente o livro: “Fotografia – Luz, Exposição, Composição, Equipamento”, por Joel Santos.

** Aconselho: www.creativelive.com e http://kelbytraining.com/

*** Aconselho: Papa-Leguas (http://www.papa-leguas.com/) e FotoAdrenalina (http://www.fotoadrenalina.com/)

2 responses to “Ano Novo: novas Perspectivas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s